BLOG

Pilates no tratamento da Ansiedade

6 de junho de 2019
Nenhum comentário

 

Você já parou para observar sua respiração e emoções hoje?

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), somos o país mais ansioso do mundo. O INSS afirma que, em 2016, quase 38% de todos os afastamentos do mercado de trabalho foram motivados por algum tipo de transtorno mental ou comportamental. Sudorese, tremor, respiração ofegante (hiperventilação), medo e cansaço são alguns dos sintomas relacionados ao transtorno de ansiedade.

Vivemos em uma sociedade que preza a informação acelerada. A obrigação de estar sempre conectado e produtivo,  nos gera um desequilíbrio biológico. Tudo isso acarreta uma serie de distúrbios, dentre eles, a ansiedade.

E o que acontece em nosso corpo dentro deste processo?

Quando estamos ansiosos, normalmente nossos pensamentos são baseados em medo, ameaça e fuga. Ao receber essa informação, nosso cérebro ativa o sistema nervoso simpático. Ele é responsável por nossa proteção e poder de luta e fuga. Com isso, nosso corpo reage gerando a hiperventilação. Respiramos de forma acelerada e ofegante. Alteramos nosso fluxo de oxigênio e gás carbônico no sistema respiratório. Uma serie de sensações desagradáveis no corpo como tremor, sudorese e tontura.

Oposto a esse sistema, encontramos o sistema parassimpático. Ele é responsável por desacelerar nossos batimentos, reduzir a oferta de oxigênio aos pulmões e produzir assim relaxamento e calma.

Como o Pilates pode ajudar na ansiedade?

É neste momento, que entramos com o trabalho de Pilates na melhora da ansiedade. Uma respiração realizada com consciência e atenção plena direcionamento o ar aos pulmões  melhora a oxigenação. Ativação direta do sistema parassimpático. Consequentemente, produziremos relaxamento e minimizaremos os sintomas da ansiedade. Aqui está a importância de enfatizarmos a respiração tridimensional realizada na técnica de Pilates, na qual produziremos todas essas alterações em seu sistema autônomo e conectaremos o aluno ao seu momento presente.

Além disso, para realizarmos os exercícios de Pilates de maneira correta e consciente é necessário bastante foco e concentração.  Estas duas vertentes são de extrema importância em serem trabalhadas em pessoas ansiosas, pois elas estão sempre vivendo no futuro e nunca no presente. A técnica nos coloca atentos ao hoje, nos ensina a conhecer nosso corpo e observar nossas sensações, sendo também responsável por estimular a produção de serotonina, noradrenalina e endorfina, gerando sensação de alegria e bem-estar. Nos socializa com o meio de maneira leve e agradável, e nos faz ter mais autoconfiança e percepção de que merecemos olhar para nós e para o nosso corpo com mais amor e autocuidado.

Agora que você sabe disso, respire atentamente, esteja presente, se conecte com você e assim se mantenha conectado com um mundo de maneira saudável.

 

Natasha Birk

CREFITO – 142647 – f

Equipe Pilates Integrado
Sobre o autor:
Equipe Pilates Integrado

COMENTÁRIOS:

Nenhum comentário foi feito, seja o primeiro!

DEIXE SEU COMENTÁRIO:

Mensagem:
Nome:
Email:

*